ALTERAÇÕES DO METABOLISMO LIPÍDICO EM PACIENTES HIPERTENSOS ATENDIDOS EM UM CENTRO DE ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

René Duarte Martins, Renata de Sousa Alves, Vânia Angélica Feitosa Viana, Graziele Gomes Silva, Cristina de Oliveira Silva, Alice Maria Costa Martins, Maria Goretti Rodrigues de Queiroz

Resumo


A hipertensão é uma condição clínica de alta prevalênciaem nosso meio, atingindo a cerca de 20% dapopulação brasileira (AKASHI et al., 1998; SIMONETTI etal., 2002), o que representa cerca de 12 milhões de pessoas(SIMONETTI et al., 2002), e constitui um importantefator de risco para as doenças cardiovasculares, que são aprincipal causa de morte no Brasil, desde a década de 60(LOTUFO, 1998).Os fatores de risco cardiovasculares são identificadoscomo fisiológicos, bioquímicos e ambientais, incluindohipertensão, anormalidades lipídicas e hiperglicemia,que constituem a “síndrome metabólica cardiovascular”(SANDER e GILES, 2002; COBBE, 1998).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Infarma - Ciências Farmacêuticas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Conselho Federal de Farmácia - CFF

SHIS QI 15 Lote "L" - Lago Sul - Brasília - DF

CEP: 71635-615 - Fone: (61)3878-8751

e-mail:infarma@cff.org.br

Infarma-Ciências Farmacêuticas

ISSN - 2318-9312 (Versão eletrônica)

ISSN - 0104-0219 (Versão impressa)

 

Indexadores: