O USO INDISCRIMINADO DO CLORIDRATO DE METILFENIDATO COMO ESTIMULANTE POR ESTUDANTES DA ÁREA DA SAÚDE DA FACULDADE ANHANGUERA DE BRASÍLIA (FAB)

Raphael da Silva Affonso, Karine silva Lima, Yasmine Mithiê de Oliveira Oyama, Melissa Cardoso Deuner, Danielle Rodrigues Garcia, Larissa Leite Barboza, Tanos Celmar Costa França

Resumo


A presente pesquisa de campo refere-se ao uso indiscriminado de psicoestimulantes, com ênfase no cloridrato de metilfenidato. Este medicamento é indicado para o tratamento do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e da narcolepsia. O cloridrato de metilfenidato é um fármaco que age no sistema nervoso central, inibindo a recaptação de dopamina e noradrenalina dos terminais sinápticos. Ele vem sendo usado, sem a orientação medica, de forma a potencializar as funções cognitivas de indivíduos que não possuem nenhum tipo de distúrbio. O objetivo desta pesquisa foi identificar e quantificar o uso não terapêutico do cloridrato de metilfenidato, analisar os efeitos colaterais provocados por tal medicamento e fazer um levantamento do uso de outros psicoestimulantes.  A pesquisa foi realizada na Faculdade Anhanguera de Brasília (FAB), com a aplicação de um questionário sobre o uso indiscriminado do cloridrato de metilfenidato ou outros psicoestimulantes pelos estudantes dos cursos de Biomedicina, Enfermagem, Farmácia e Nutrição. A análise dos dados coletados demonstrou que, de um total de 400 entrevistados, 6,0% (n=24) relataram o uso de metilfenidato.  Dentre os estudantes que relataram o uso, somente 16,7% (n=4) possuíam o diagnóstico médico de TDAH para o uso terapêutico. Outros autores apontam um aumento crescente na produção e na utilização do cloridrato de metilfenidato. De acordo com a avaliação do questionário respondido pelos alunos da FAB 19,5% dos estudantes revelaram já terem feito uso de algum medicamento para auxiliar os estudos e 57% dos alunos que usaram o cloridrato de metilfenidato como psicoestimulantes o fizeram sem a orientação de um médico.

 


Palavras-chave


Metilfenidato, Automedicação, Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14450/2318-9312.v28.e3.a2016.pp166-172

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Karine silva Lima, Yasmine Mithiê de Oliveira Oyama, Melissa Cardoso Deuner, Tanos Celmar Costa França, Danielle Rodrigues Garcia, Larissa Leite Barboza, Raphael da Silva Affonso

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Conselho Federal de Farmácia - CFF

SHIS QI 15 Lote "L" - Lago Sul - Brasília - DF

CEP: 71635-615 - Fone: (61)3878-8751

e-mail:infarma@cff.org.br

Infarma-Ciências Farmacêuticas

ISSN - 2318-9312 (Versão eletrônica)

ISSN - 0104-0219 (Versão impressa)

 

Indexadores: