POLIFENÓIS NO VINHO: RESVERATROL E SEUS BENEFÍCIOS

Pâmela Padovani Martins, Maria Aparecida Nicoletti

Resumo


A pesquisa foi direcionada para abordar as características peculiares do vinho, visando esclarecer os seus benefícios, considerando alguns ativos presentes sua composição. O objetivo foi elucidar o quê, como e o porquê as substâncias contidas no vinho (em especial, o resveratrol) beneficiam o organismo humano, por meio de um estudo descritivo e retrospectivo utilizando-se como fontes de informação técnico-científica: bases eletrônicas de dados da Scientific Electronic Library Online (SciELO), National Institutes of Health (PubMed e MedLine), Biblioteca Regional de Medicina (BIREME), além de fontes secundárias, no período de 1994 a 2015, que teve como foco de busca os estudos com evidência científica realizados com modelos animais e, também, em humanos, principalmente, quanto aos efeitos do resveratrol. A pesquisa evidenciou a capacidade do resveratrol em evitar a arteriosclerose, as doenças inflamatórias e alérgicas, os problemas cardíacos, entre outros agravos à saúde. Dentre as substâncias encontradas no vinho, o resveratrol
destaca-se por suas propriedades terapêuticas benéficas.


Palavras-chave


Polifenóis, Taninos, Vinho

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14450/2318-9312.v28.e4.a2016.pp216-225

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Pâmela Padovani Martins, Maria Aparecida Nicoletti

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Conselho Federal de Farmácia - CFF

SHIS QI 15 Lote "L" - Lago Sul - Brasília - DF

CEP: 71635-615 - Fone: (61)3878-8751

Infarma-Ciências Farmacêuticas

ISSN - 0104-0219 (Versão impressa)

ISSN - 2318-9312 (Versão eletrônica)

Indexadores: