GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS BIOLÓGIC OS EM INSTITUIÇÕES DE PESQUISA CIENTÍFICA. UM ESTUDO DE CASO

Marcelo Henrique Otenio, Andréia de Oliveira dos Santos, Marta Fonseca Martins Guimarães, Cristiane Corsini Medeiros Otenio, Cecília Pinto Nogueira

Resumo


Os resíduos gerados em atividades de pesquisa e análises de rotinas são quase sempre negligenciados, quer seja pela característica de pequeno volume, quer seja pela inconstância de geração. Embora condenada pelos próprios pesquisadores, a conduta de destinar os resíduos biológicos laboratoriais em lixo comum é prática rotineira em muitas instituições no país e a sua segregação com o correto tratamento e descarte quase sempre não é feito. Entretanto, nos últimos anos, a consciência ambiental da população e o arcabouço jurídico têm levado muitas destas instituições a implantarem políticas de gestão de resíduos de laboratório.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Infarma - Ciências Farmacêuticas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Conselho Federal de Farmácia - CFF

SHIS QI 15 Lote "L" - Lago Sul - Brasília - DF

CEP: 71635-615 - Fone: (61)3878-8751

e-mail:infarma@cff.org.br

Infarma-Ciências Farmacêuticas

ISSN - 2318-9312 (Versão eletrônica)

ISSN - 0104-0219 (Versão impressa)

 

Indexadores: