AVALIAÇÃO DA INTERFERÊNCIA IN VITRO DO EXTRATO AQUOSO DE LIPPIA SIDOIDES CHAM. NA DETERMINAÇÃO DA GLICEMIA PLASMÁTICA

Hevyla Gonçalves Dos Santos, Leonardo David Cabral Bezerra, Rogério de Aquino Saraiva, Gustavo de Oliveira Alencar, Helenicy Nogueira Holanda Veras

Resumo


O uso de plantas para fins medicinais é uma prática muito antiga nas diferentes culturas ao redor do mundo. Contudo, o consumo de plantas medicinais pode interferir em processos metabólicos (in vivo) ou em métodos analíticos (in vitro), produzindo resultados laboratoriais que podem sugerir ou mascarar processos patológicos. Lippia sidoides, conhecida popularmente como alecrim-pimenta, é uma planta com propriedades antisséptica, antimicrobiana, anti-inflamatória e larvicida e é encontrada no Nordeste brasileiro e na região semiárida do norte de Minas Gerais. Assim, esta pesquisa teve como objetivo investigar se os extratos aquosos das folhas de L. sidoides por infusão (EALSI) e decocção (EALSD) são capazes de interferir no ensaio enzimático para quantificação de glicose sanguínea. Alíquotas dos extratos (0,1; 1 e 10 mg/dL) foram adicionadas às amostras biológicas (pool de plasma fluoretado) e após 1 hora, a glicose foi quantificada por meio de ensaio colorimétrico enzimático (Reação de Trinder). A prospecção fitoquímica foi capaz de identificar a presença de alcaloides, flavonoides, flavonóis, flavanonas, xantonas, taninos, esteroides e triterpenoides em ambos os extratos. Quanto à possível interferência que esses extratos poderiam causar na determinação da glicemia, apenas na concentração de 10 mg/dL houve um aumento significativo no nível de glicose para 321,5±10,0 mg/dL (EALSI) e 304,3±9,3 mg/dL (EALSD) quando comparados ao controle (85,4±3,6 mg/dL, ANOVA de uma via e teste de Tukey, p<0,05). Por fim, são necessários mais estudos a fim de elucidar qual ou quais substâncias são responsáveis por essa interferência e o mecanismo de ação frente a testes bioquímicos realizados rotineiramente em um laboratório clínico.


Palavras-chave


Extrato Aquoso; Glicemia; Interferência in vitro; Lippia sidoides.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14450/2318-9312.v30.e3.a2018.pp152-157

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Hevyla Gonçalves Dos Santos, Leonardo David Cabral Bezerra, Rogério de Aquino Saraiva, Gustavo de Oliveira Alencar, Helenicy Nogueira Holanda Veras

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Conselho Federal de Farmácia - CFF

SHIS QI 15 Lote "L" - Lago Sul - Brasília - DF

CEP: 71635-615 - Fone: (61)3878-8751

e-mail:infarma@cff.org.br

Infarma-Ciências Farmacêuticas

ISSN - 2318-9312 (Versão eletrônica)

ISSN - 0104-0219 (Versão impressa)

 

Indexadores: