MANIPULADORES COMO CAUSAS POTENCIAIS DE CONTAMINAÇÃO MICROBIANA DE ALIMENTO ENTERAL

Bernadete Helena Cavalcanti Santos, Evandro Leite de Souza, Cristina Paiva de Sousa, Lúcia Helena C. Serrão, Wilza Carla Amaral

Resumo


A nutrição enteral consiste na administração de alimentos para fins especiais, através da ingestão controlada de nutrientes, de forma isolada ou combinada, com composição química definida ou estimada, especialmente formulada e elaborada para uso por sondas ou via oral. Este tipo de produto pode ser industrializado, ou não, utilizado de forma exclusiva ou parcial na substituição ou complementação da alimentação oral em pacientes desnutridos ou não, conforme suas necessidades nutricionais. O seu uso pode ser em regime hospitalar, ambulatorial ou domiciliar, porém sempre visando à síntese ou manutenção dos tecidos, órgãos ou sistemas. Diante da riqueza em macro e micronutrientes que apresentam as dietas enterais, estas se caracterizam como excelentes substratos para o desenvolvimento microbiano. Os agentes microrgânicos presentes, neste ambiente, podem, muitas vezes, agir como causadores potenciais de processos patológicos infecciosos. A principal complicação infecciosa é a gastroenterocolite, decorrente da contaminação microbiana, durante o preparo e administração das dietas. Dietas enterais carreadoras de agentes microbianos podem se constituir em fonte de infecção sistêmica para pacientes imunodeprimidos, idosos e desnutridos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Infarma - Ciências Farmacêuticas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Conselho Federal de Farmácia - CFF

SHIS QI 15 Lote "L" - Lago Sul - Brasília - DF

CEP: 71635-615 - Fone: (61)3878-8751

e-mail:infarma@cff.org.br

Infarma-Ciências Farmacêuticas

ISSN - 2318-9312 (Versão eletrônica)

ISSN - 0104-0219 (Versão impressa)

 

Indexadores: