ABORDAGEM MOLECULAR NO DESENVOLVIMENTO DE FÁRMACOS ANTI-TUMORAIS

Andressa Bernardi, Maria Caroline Jacques-Silva, Guido Lenz

Resumo


As principais características das células neoplásicas que as distinguem das células normais são a proliferação descontrolada, indiferenciação e perda da função, poder de invasão e de gerar metástases. Uma das principais dificuldades no uso da quimioterapia no câncer é que o tumor geralmente se encontra bem avançado por ocasião do diagnóstico (Rang et al, 2001). Os agentes antineoplásicos atualmente utilizados, em particular os que são citotóxicos, afetam, em sua maioria, apenas uma das características das células cancerosas, o processo de divisão celular, sendo, portanto, apenas antiproliferativos. Esses fármacos não exercem nenhum efeito inibitório específico sobre o poder invasivo, a perda da diferenciação ou o poder metastático. Além disso, como seu efeito principal é exercido sobre a divisão celular, eles irão afetar todos os tecidos normais que se dividem rapidamente, produzindo então, em maior ou menor grau, os conhecidos efeitos colaterais de uma quimioterapia. Ressalta-se ainda que os próprios agentes antineoplásicos podem também, em certas circunstâncias, serem carcinogênicos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Infarma - Ciências Farmacêuticas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Conselho Federal de Farmácia - CFF

SHIS QI 15 Lote "L" - Lago Sul - Brasília - DF

CEP: 71635-615 - Fone: (61)3878-8751

e-mail:infarma@cff.org.br

Infarma-Ciências Farmacêuticas

ISSN - 0104-0219 (Versão impressa)

ISSN - 2318-9312 (Versão eletrônica)

Indexadores: