USO TÓPICO DE QUITOSANA EM OFTALMOLOGIA

Patrícia Severino, Fernando da Cruz Vasconcellos, Eugênio Santana de Figueiredo

Resumo


A quitosana é um polímero obtido da desacetilicação da quitina, um abundante polissacarídeo extraído do exoesqueleto de crustáceos, como o siri (KUMAR, 2000). Esse biopolímero vem recebendo considerável atenção no uso em formas farmacêuticas de liberação controlada (JANESet al., 2001). A quitosana tem sido empregada na produção de cosméticos e medicamentos, além de ser usada na elaboração de aditivos alimentícios e no desenvolvimento de diversos tipos de biomateriais (REMUNAN-LOPEZ etal., 1998). Desde 1980, a quitosana passou a ser utilizada como excipiente de fármacos solúveis em água no intuito de obter uma liberação controlada e sustentada. Além disso, esse biomaterial pode ser utilizado como componente de formulações de fármacos pouco solúveis em água a fim de melhorar a biodisponibilidade (REMUNAN-LOPEZ etal., 1998).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Infarma - Ciências Farmacêuticas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Conselho Federal de Farmácia - CFF

SHIS QI 15 Lote "L" - Lago Sul - Brasília - DF

CEP: 71635-615 - Fone: (61)3878-8751

e-mail:infarma@cff.org.br

Infarma-Ciências Farmacêuticas

ISSN - 2318-9312 (Versão eletrônica)

ISSN - 0104-0219 (Versão impressa)

 

Indexadores: