A ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA EM SAÚDE MENTAL NO CONTEXTO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA

Wallace Borges Pachêco, Saulo Rios Mariz

Resumo


Nas últimas décadas do século passado, foi possível observar, em nosso país, o início de uma ampla mudança no sistema psiquiátrico, há tanto tempo, sonhada e discutida, não apenas por profissionais da área, mas também pela sociedade em geral. Esta reforma deve ser compreendida como um processo histórico de crítica e redirecionamento, tanto do sistema nacional de saúde mental, quanto das instituições psiquiátricas, bem como dos paradigmas e saberes técnico-científicos, dentro do contexto político-social da redemocratização. De modo mais específico, tem sido proposto pensar-se não apenas a doença mental, mas, sobretudo o ser doente, objetivando a humanização dos serviços. Um grande avanço é a proposição de que a atenção ao portador de doença mental não pode ser prerrogativa exclusiva do psiquiatra, mas, sim, uma atribuição de uma equipe multiprofissional e interdisciplinar, onde outros profissionais atuando dentro de suas habilidades, venham a contribuir significativamente para a melhoria do sistema (AMARANTE,1995; CONFERÊNCIA..., 2001; FIGUEIREDO &SILVA FILHO, 2001; KALIL, 1992; VENANCIO& CAVALCANTI, 2001).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Infarma - Ciências Farmacêuticas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Conselho Federal de Farmácia - CFF

SHIS QI 15 Lote "L" - Lago Sul - Brasília - DF

CEP: 71635-615 - Fone: (61)3878-8751

e-mail:infarma@cff.org.br

Infarma-Ciências Farmacêuticas

ISSN - 0104-0219 (Versão impressa)

ISSN - 2318-9312 (Versão eletrônica)

Indexadores: