O FARMACÊUTICO E A PROMOÇÃO DE SAÚDE: UMA UNIÃO POSSÍVEL NA PRÁTICA?

Carolina Couto Herculano Castro, Michele Peixoto Quevedo

Resumo


Desde a consolidação do SUS, o farmacêutico integra o sistema público de saúde. Observa-se a necessidade de profissionais com atuação ampliada, o que, na prática, inicia-se com a introdução do conceito de atenção farmacêutica. O foco do serviço, antes centralizado no medicamento, passa a se voltar para o paciente, mudança esta que implica em diversas estratégias para que o farmacêutico torne parte de seu contexto profissional. O presente trabalho pretendeu identificar e compreender os fatores limitantes da execução de atividades de promoção da saúde dentro do processo de trabalho do farmacêutico na atenção primária. Trata-se de uma pesquisa explicativa e descritiva de corte qualitativo, a partir da realidade do trabalho de farmacêuticos de Unidades Básicas de Saúde com Estratégia Saúde da Família. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com seis farmacêuticos, e prévio questionário para caracterização dos sujeitos. Os dados foram tratados através da análise de conteúdo e análise temática. Conclui-se que há necessidade de maior aproximação entre os profissionais farmacêuticos e a Saúde Pública, com transformações na formação e gestão.

Palavras-chave


promoção em saúde; farmacêuticos; atenção primária

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14450/2318-9312.v26.e3.a2014.pp140-148

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Infarma - Ciências Farmacêuticas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Conselho Federal de Farmácia - CFF

SHIS QI 15 Lote "L" - Lago Sul - Brasília - DF

CEP: 71635-615 - Fone: (61)3878-8751

e-mail:infarma@cff.org.br

Infarma-Ciências Farmacêuticas

ISSN - 2318-9312 (Versão eletrônica)

ISSN - 0104-0219 (Versão impressa)

 

Indexadores: