INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS POTENCIAIS EM DIABÉTICOS TIPO 2 PARTICIPANTES DE UM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE

Rodrigo Fonseca Lima, Alexandre Vaz Machado, Fernanda Maciel Rebelo, Janeth de Oliveira Silva Naves, Tatiana Ramos Lavich, Jane Dullius

Resumo


Estudo transversal com objetivo de identificar frequência, impacto clínico e fatores associados a Interações Medicamentosas Potenciais (IMP) em portadores de diabetes mellitus tipo 2 (DM2) participantes de um programa de educação em saúde. O estudo envolveu 71 diabéticos e as IMP foram classificadas utilizando a base UpToDate®. Os participantes com e sem IMP foram comparados considerando variáveis sócio-demográficas e clínicas através dos testes qui-quadrado e t student. Foram utilizados 4,6 medicamentos em média e mais de 70% apresentaram alguma IMP (total de 140 interações).  Mais de 70% requeriam monitoramento da farmacoterapia e em 6,4% havia necessidade de considerar alteração da prescrição. As IMP aumentaram conforme número de medicamentos prescritos (p<0,001) e não variou quanto ao gênero, idade e tempo de diagnóstico.


Palavras-chave


farmacoepidemiologia; interações medicamentosas; diabetes mellitus

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14450/2318-9312.v27.e3.a2015.pp160-167

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Infarma - Ciências Farmacêuticas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Conselho Federal de Farmácia - CFF

SHIS QI 15 Lote "L" - Lago Sul - Brasília - DF

CEP: 71635-615 - Fone: (61)3878-8751

e-mail:infarma@cff.org.br

Infarma-Ciências Farmacêuticas

ISSN - 2318-9312 (Versão eletrônica)

ISSN - 0104-0219 (Versão impressa)

 

Indexadores: