AVALIAÇÃO SOBRE O CONHECIMENTO E UTILIZAÇÃO DOS MEDICAMENTOS GENÉRICOS POR ACADÊMICOS DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

Elaine Aparecida Campesatto Mella, Michele Cristina Vendrametto, Sidney Edson Mella Junior, José Gonçalves Vicente

Resumo


De acordo com a Resolução nº 10, de dois de janeiro de 2001, medicamentos genéricos são aqueles que contêm o mesmo fármaco, na mesma dose, forma farmacêutica, indicação e via de administração do seu referente de marca, cujo prazo de proteção patentária expirou. A diferença entre os dois está na nomenclatura, pois os genéricos levam o nome do princípio ativo do medicamento, e o de marca adota o nome comercial.

Estes medicamentos deverão passar por testes de bioequivalência e biodisponibilidade, tendo assim uma garantia de que possuem o mesmo valor terapêutico de um medicamento de marca. Os testes de bioequivalência e biodisponibilidade são feitos nos laboratórios credenciados. Para cada produto testado, a empresa gasta até 100 mil dólares. No Brasil, existem mais de 20 laboratórios preparados para realizar os testes, na maioria laboratórios de universidades (SANTOS, 2000).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Infarma - Ciências Farmacêuticas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Conselho Federal de Farmácia - CFF

SHIS QI 15 Lote "L" - Lago Sul - Brasília - DF

CEP: 71635-615 - Fone: (61)3878-8751

e-mail:infarma@cff.org.br

Infarma-Ciências Farmacêuticas

ISSN - 2318-9312 (Versão eletrônica)

ISSN - 0104-0219 (Versão impressa)

 

Indexadores: