INTERESSE DE FARMACÊUTICOS, ENVOLVIDOS EM DISPENSAÇÃO, POR PLANTAS MEDICINAIS E FITOTERAPIA

Raquel Assis Moreira, Francisco de Assis Acúrcio, Maria das Graças Lins Brandão

Resumo


A utilização de plantas medicinais e a fitoterapia encontram-se em expansão, em todo o mundo, constituindo um mercado farmacêutico em diferentes países, evidenciaram que a utilização das plantas medicinais vem se tornando cada vez mais popular, no mundo industrializado (BREVOORT, 1998). A porcentagem da população que utiliza tratamentos não convencionais, inclusive a fitoterapia, foi estimado em 10%, na Dinamarca; 33%, na Finlândia; 49%, na Austrália; e 48%, nos EUA (EINSENBERG e col., 1998). No Brasil, não se sabe, com exatidão, o número de pessoas que utilizam as plantas, mas, seguramente, esta tendência mundial também é seguida, no nosso País (CALIXTO, 2000).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Infarma - Ciências Farmacêuticas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Conselho Federal de Farmácia - CFF

SHIS QI 15 Lote "L" - Lago Sul - Brasília - DF

CEP: 71635-615 - Fone: (61)3878-8751

e-mail:infarma@cff.org.br

Infarma-Ciências Farmacêuticas

ISSN - 2318-9312 (Versão eletrônica)

ISSN - 0104-0219 (Versão impressa)

 

Indexadores: