CORRIMENTO VAGINAL: CAUSA, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO FARMACOLÓGICO

Ingryt Ferracin, Rúbia Maria Weffort de Oliveira

Resumo


O corrimento vaginal é uma das preocupações mais freqüentes entre as mulheres, principalmente, nas que estão em idade reprodutiva. Por constrangimento ou medo, antes de procurar o médico, as pacientes com sintomas vaginais freqüentemente recorrem à automedicação ou ao aconselhamento no balcão da farmácia, o qual nem sempre é realizado pelo farmacêutico. Este artigo tem por objetivo apresentar as principais causas, diagnóstico e tratamento farmacológico do corrimento vaginal. A secreção vaginal é uma resposta fisiológica do organismo feminino. Quando não existe processo patológico envolvido, a secreção vaginal apresenta-se de cor clara ou branca, sendo composta de líquidos cervicais, podendo variar na quantidade e no aspecto, dependendo do período do ciclo menstrual. No entanto, quando algum processo infeccioso ou inflamatório encontrase presente, as características da secreção modificam-se, caracterizando o corrimento vaginal (SHIMP, 2002; BATES, 2003).

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14450/2318-9312.v17.e5/6.a2005.pp82-86

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Infarma - Ciências Farmacêuticas

Conselho Federal de Farmácia - CFF

SHCGN-CR 712/713 Bloco "G" Loja 30 / Brasília - DF - Brasil - CEP: 70760-670

Fone: (61) 2106-6552 - Fax: (61) 3349-6553

Infarma-Ciências Farmacêuticas

ISSN - 0104-0219 e-ISSN - 2318-9312